12 + 1 Ações importantes a fazer logo depois de instalar o WordPress

Acabou de chegar ao WordPress e deu de caras com a mais recente versão (neste momento a 4.6) do versátil, simples, intuitivo sistema de gestão de conteúdos de que toda a gente fala. E agora? Agora é tempo de fazer crescer esse site, publicar conteúdo e coloca-lo ao serviço do objetivo com que o desenvolveu. É como um filho (passe o exagero). Nasceu e é tempo de tratar dele.

Aconselhamos a que dê alguns passos iniciais importantes. Sim, é verdade que nesta altura lhe vão parecer coisas menores e pouco entusiasmantes. Afinal, quem é que gosta de tratar de coisas de bastidores quando as luzes brilham no palco principal?

No entanto, é importante que lá atrás esteja tudo a correr bem para que o espetáculo seja um sucesso à frente. Por isso, a pensar nas ações que deve tomar de imediato após a instalação do WordPress criamos esta lista que deve cumprir logo nos primeiros momentos após o ‘parto’. Para evitar alguns problemas futuros.

1. Atualize o título do site

Por vezes fica esquecido. No meios de outras tarefas, que irá descobrir não tarda nada, esquecemos as mais óbvias e simples. Para atualizar o título vá a Opções – Geral. Tente manter o título curto, até um limite de 55 caracteres, incluindo espaços. Atualize ainda a descrição para a colocar próxima daquele que é o objeto do site. Seja prático, claro e simples. Não use este espaço para fazer auto-elogios.

2. Atualize o fuso horário

Na mesma página (Opções – Geral) defina qual o fuso horário e aproveite para definir o formato da data e da hora.

Atualizar título e descrição do site WordPress

3. Insira um Favicon

O favicon é o pequeno ícone que surge no canto dos separadores dos browsers. Não é um elemento obrigatório mas é aconselhável. Dá um ar mais profissional ao site. Use o seu logótipo ou imagem que identifique o seu projeto. Por norma é um ícone de 16×16 pixeis. Por norma é um ficheiro com a extensão .ico mas alguns temas já permitem o uso de .png.

Favicon da Virgu

4. Mude as Ligações Permanentes

Por omissão, o WordPress surge com uma estrutura de ligações permanentes feia e nada amigável. Nem para os visitantes nem para os motores de busca (http://nomedosite.com/?p=123). Como tem um projeto online é natural que queira agradar a ambos, por isso o melhor é resolver a situação. Em muitos casos, a mudança para o nome do artigo é a melhor opção. Mas há outras possibilidades e a solução adequada depende de caso para caso.

Mudar as ligações permanentes no WordPress

5. Elimine o conteúdo que vem por omissão

Não será muito mas convém eliminar logo nos primeiros instantes para evitar esquecimentos futuros e acabar por ficar com algo que não interessa. Se fez a instalação manual do WordPress vai ver que tem apenas uma página criada, um artigo e um comentário. No entanto, se usou alguma solução de instalação automática, pode ter mais algumas coisas. Depende de cada alojamento. Por isso, é importante conferir a área dos artigos, páginas, categorias, comentários e widgets.

6. Preencha o seu perfil

Faz-se num abrir e piscar de olhos. Preencha os dados na página de perfil do utilizador. O único que não poderá alterar é o nome de utilizador.

7. Elimine o admin como nome de utilizador, se ainda o tiver

Se tiver um utilizador com o nome ‘admin’ trate já de o eliminar. Ontem já era tarde. Há já uns anos que o processo de instalação manual do WordPress deixou de atribuir o ‘admin’ como nome mas há ainda alguns softwares de auto-instalação de fornecedores de alojamento que o usam. Seja em que circunstância for, se tiver um ‘admin’ elimine-o.

8. Use a conta de administrador apenas para administrar

A conta de administrador deve ser usada para isso mesmo, administrar o site. Para publicar conteúdo, desde páginas a artigos crie uma conta específica para isso, com permissões de autor ou editor.

9. Crie uma rotina de backups automáticos para não se arrepender no futuro

As cópias de segurança são uma obrigação. Caso algo corra mal vai querer ter uma ou mais cópias de segurança do seu site à mão, para resolver o problema no mais curto espaço de tempo possível. É verdade que ninguém quer pensar nisso mas, por vezes, o azar me sequer bate à porta, entra direto. Por isso, não deve confiar na sorte. Previna-se com um sistema de cópias de segurança regulares, numa periodicidade adequada ao tipo de projeto online. Mesmo que o seu alojamento ofereça um bom sistema de backup, deve implementar uma solução própria. Logo desde o início.

10. Elimine plugins e temas que não vai usar

Na instalação do WordPress há dois plugins integrados: o Akismet e o Hello Dolly. Além de outros que podem ser acrescentados pelos softwares de auto-instalação, que podem também instalar temas. Elimine aqueles que não usar, sejam plugins ou temas.

11. Instale plugins essenciais

São aqueles plugins que devem fazer parte de qualquer projeto online. Daí que a sua instalação e ativação deve fazer parte do conjunto de iniciativas que realizas nos primeiros tempo de vida do seu site.

  • Um plugin para a realização das suas cópias de segurança (recomendamos o BackupBuddy, que é premium, ou o Duplicator, nos gratuitos)
  • Um plugin de SEO para apoio à optimização para os motores de busca (recomendamos o Yoast SEO)
  • Um plugin de segurança (recomendamos o iThemes Security)
  • Um plugin para gestão de SPAM nos comentários, se os tiver ativos nalgum ponto do site (recomendamos o Akismet). De início este até pode nem ser um problema mas num abrir e fechar de olho os spammers vão descobrir o seu site e o filão que representa para os seus incómodos bombardeamentos
  • Um plugin de cache para otimizar, dentro do possível, a performance do seu site (recomendamos o WP Rocket nos premium e o WP Super Cache nos gratuitos)
  • Um plugin de sitemap para ajudar a tarefa dos motores de busca a rastrear o seu site (recomendamos que use o Yoast SEO para essa função; se preferir uma alternativa tem o Google XML Sitemaps)

12. Instale o seu tema premium (ou gratuito)

É possível que já tenha um tema definido. É altura de o instalar e ativar. Se ainda não escolheu, faça-o agora. Há excelentes temas grátis e muitos outros premium, a preços baixos. Faça uma opção tendo em conta o seu projecto e aquilo que pretende mostrar no seu site. Não esqueça que o WordPress tem várias atualizações regulares e é importante que o tema também seja atualizado.

+1. Instale o Google Analytics e Google Search Console e Bing Webmaster Tools

Entra no território das ações da segunda fase, por não ser nada essencial a cumprir no primeiro dia. Mas não deixe este ponto para as calendas gregas. Por isso rever 10 minutos deste primeiro dia e instale o Google Analytics e Google Search Console e o Bing Webmaster Tools.

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.