8 dicas práticas para ter formulários de luxo no seu site

Os formulários são hoje uma parte fundamental de qualquer site.

São um meio para um fim muito importante: estabelecer um contacto entre os gestores do site e as pessoas que o visitam.

Goste ou não deles, são absolutamente essenciais no seu projeto online.

Já houve um tempo em que eram considerandos dispensáveis e até uma forma de criar ruído. Era o tempo em que se pensava que as pessoas prefiram carregar num link para enviar um email ou usar o telefone.

Águas passadas…

As coisas mudaram. As pessoas preferem a simplicidade de um formulário de contato às velhas opções. Basta preencher os campos disponíveis e já está.

Mesmo o tradicional espaço para a ‘Mensagem’, habitualmente o mais espaçoso para acomodar o texto necessário, é muitas vezes despachado com meia dúzia de palavras apenas para indicar as pretensões de quem o preencheu.

Mas não são úteis apenas para quem os preenche. Para os gestores dos sites são uma boa forma de poupar tempo e abrir uma conversa.

Com uma certeza em mente:

Os seus visitantes mais importantes são aqueles que visitam a página de contacto.

Hoje vamos falar sobre como criar formulários de contacto de qualidade, simples para o utilizador mas com as perguntas essenciais e a necessidade de os planear de forma cuidadosa.

Os tempos da primazia do telefone já passaram.
Os tempos da primazia do telefone já passaram.

Comece por planear todos os formulários

 

É muito provável que o seu site tenha mais que um formulário.

Aquele que encontramos na página de contacto é um dos mais importante mas poderá haver outros espalhados por todo o site:

  • Em setores específicos;
  • De inscrição em eventos;
  • Para a subscrição de newsletter;
  • Pedido de orçamento;
  • Um inquérito ou sondagem;
  • Sistema de avaliação de qualidade;
  • De conclusão de encomenda numa loja online.

Todos estes tipos de formulários, entre outros, devem nascer a partir de um planeamento. É uma etapa que pode demorar alguns minutos a cumprir mas que vai salvar muito tempo no futuro.

O primeiro passo é perceber o que precisas de saber em cada formulário.

O segundo é determinar o que deve acontecer quando o visitante do site carrega no botão ‘Enviar’:

  • Qual o destino?
  • Quem o irá receber?
  • O que deve acontecer a seguir?

Cada formulário tem uma missão concreta e um percurso que deve ser traçado com rigor para que nada se perca.

 

O formulário do site da Virgu tem uma missão concreta: ajudar as pessoas a chegar até à Virgu.
O formulário do site da Virgu tem uma missão concreta: ajudar as pessoas a chegar até à Virgu.

Forneça contexto, explicando para que serve o formulário

 

Mesmo que esteja na página de contacto, onde o objetivo central é apenas um, todos os formulários precisam de algum contexto.

Em particular aqueles que estão noutras partes do site e que envolvem a necessidade de obtermos dados fornecidos pelos visitantes.

Se pretende que o utilizador do site preencha os campos identificados, tem de o convencer.

Afinal, as pessoas precisam sempre que lhes digam o que devem fazer a seguir.

Apresente os motivos para incentivar o visitante a fornecer os seus dados e concretizar a ação de remeter o formulário.

O que ele tem a ganhar?

Esta é uma forma de fornecer algum contexto e, ao mesmo tempo, definir algumas expectativas daquilo com que podem contar da sua parte.

Por exemplo, pode:

  • Explicar o objetivo do formulário, indicando porque é importante preenche-lo;
  • Contar o que acontece a seguir ao envio, abordando o tempo médio de resposta que é habitual no seu caso;
  • Apresentar uma estimativa de tempo, se necessário, nos casos de formulários que vão além do básico nome, email e mensagem;
  • Um obrigado, como agradecimento pelo tempo dispensado.

Bastam duas ou três frases curtas para criar o necessário contexto mas isso pode ser suficiente para incentivar o potencial cliente a entrar em contacto.

 

Selecione apenas os dados mesmo obrigatórios

 

Muitas vezes o formulário é básico. O nome, email e mensagem são o quanto basta. Noutros casos pode implicar um campo para o número de telefone.

Outras vezes pode ser mais complexo, com diversos campos facultativos, outros obrigatórios e outros ainda envolvendo lógica condicional, do género ‘se isto, então aquilo’.

Antes de criar os campos pense na informação que precisa de recolher. Peça essa e apenas essa.

Muitas lojas online pedem a data de nascimento dos clientes no momento de preenchimento do formulário de encomenda. O objetivo é óbvio: enviar ao cliente uma mensagem de parabéns e, eventualmente, um cupão de desconto. Acontece que, numa grande parte das vezes, tudo não passa de uma boa intenção que acaba por não ser praticada.

Logo está a criar um obstáculo desnecessário num momento tão importante como a conclusão de uma encomenda. Para muitas pessoas fornecer a data de nascimento é desconfortável. Não podemos esquecer que há quem use essa data em senhas de acesso a sites da internet. Não deveriam mas que as há, lá isso há.

 

Reforce a confiança usando provas sociais

 

Sempre que possível ofereça elementos de confiança. As pessoas têm cada vez mais resistência em fornecer dados pessoais, em particular o email e o número de telefone.

Uma forma de quebrar barreiras passa por implementar provas sociais junto dos formulários, em concreto dos mais extensos.

Insira, por exemplo, três testemunhos de atuais clientes.

 

Avalie a complexidade do formulário para evitar desistências

 

Planear um formulário envolve ainda analisar a sua extensão e complexidade.

Há uma regra básica que nasce da simples observação do ser humano: quanto mais longo e complexo, menos serão as respostas.

Encare o formulário como um primeiro passo de um processo e não o seu fim.

Seria perfeito ter um cliente ou potencial cliente a preencher mais de 100 perguntas com toda a informação de que necessita (e mais alguma extra). Mas será muito difícil obter respostas num questionário com mais de 15 ou 20 campos a preencher.

Lembre-se que depois de ter os primeiros dados na mão tem sempre a possibilidade de aprofundar o assunto numa conversa telefónica, pessoal ou mesmo numa futura troca de emails.

Por outro lado, se uma pessoa preencher um formulário com 30 perguntas está a ‘dizer-lhe’ que tem muito interesse no seu produto ou serviço.

 

Faça perguntas com resposta fechada e aberta

 

O valor de um formulário não se mede apenas pela quantidade de questões mas também pela sua qualidade.

Por exemplo, incluir muitas perguntas com resposta fechada pode facilitar a tarefa de algumas pessoas mas dificultar a de outras. Enquanto uns não têm problemas em selecionar o ‘Sim, sempre’ quando confrontados com 4 ou 5 possibilidades, outros acabam por hesitar e decidir nem responder.

Tendo em consideração o seu público-alvo, desenhe formulários que não sejam encarados como complicados. Por entre questões para respostas fechadas, coloque algumas em aberto e outras com menu em ‘dropdown’, caixas de seleção ou botões rádio.

As caixas de seleção e os botões rádio são elementos essenciais em formulários longos.
As caixas de seleção e os botões rádio são elementos essenciais em formulários longos.

 

Crie formulários ‘amigos’ dos terminais móveis para ter mais respostas

 

Será escusado abordarmos a inegável importância de ter um site responsivo e que se adapte bem a dispositivos móveis, em particular aos smartphones. Basta dizer que hoje mais de 50 por cento do tráfego de internet faz-se através de equipamentos móveis.

Tal como o site, os formulários têm de ser responsivos. Mas a sua adaptabilidade tem de ir mais longe.

É essencial testar em profundidade, avaliando o tamanho das letras, a formulação das perguntas e a funcionalidade dos campos que têm caixas de seleção, por exemplo, em estilo dropdown, ou botões do género rádio.

Os menus em estilo dropdown são auxiliares preciosos para responder a questões fechadas.
Os menus em estilo dropdown são auxiliares preciosos para responder a questões fechadas.

 

Teste os seus formulários com regularidade

 

Seja o banal formulário de contacto ou um inquérito mais completo, seja em mobile ou em desktop, teste os seus formulários regularmente.

Lembre-se que, muitas vezes, um site é como um automóvel. O facto de estar a funcionar agora não é garantia de estar a funcionar amanhã.

Selecione uma hora por mês do seu tempo de trabalho para testar a operacionalidade de todos os formulários.

Uma hora do seu tempo é valiosa parece-lhe muito? Qual é o preço a pagar por perder contactos de potenciais clientes?

 

O seu site já tem um certificado digital?

 

Os dados presentes num formulário devem ser uma mensagem comunicada entre duas partes, a pessoa que o preenche e a pessoa que, em nome do site, os recebe.

Não há 100% de certeza que o formulário não possa ser intercetado no percurso mas se o site usar o protocolo HTTPS, que implica a existência de um certificado de segurança SSL, esse risco fica muito próximo do zero.

Há uns meses a Google informou que a partir da versão 62 do navegador Chrome (entretanto já lançada) iria indicar como “Insegura” uma página web onde possa ocorrer alguma forma de inserção de conteúdo, como um formulário, se esta não tiver um certificado de segurança.

De resto, atualmente não há nenhuma razão para não ter um certificado de segurança no seu site.

 

Os melhores plugins para formulários em WordPress

 

Criar formulários em WordPress é simples. Há dezenas de plugins gratuitos de grande qualidade. Há ainda muito outros plugins pagos que acrescentam inúmeras funcionalidades e, aliás, até permitem criar pequenas lojas online, integrando sistemas de pagamento básicos.

 

Contact Form 7

É o campeão dos formulários de contacto. Com mais de 5 milhões de instalações ativas, é o mais usado dos plugins gratuitos. É fácil criar formulários simples. Também é possível faze-los mais completos e complexos mas, para este patamar, exige um pouco mais de conhecimentos. Se precisar de lógica condicional, também tem um plugin para isso.

Não tem, de forma direta, capacidade para guardar na base de dados os dados submetidos. Estes são enviados via email e já está. Se pretender guardar os contactos e respectivos dados, precisa de um plugin extra, como o Contact Form 7 Database Addon.

 

Ninja Forms

Há um plugin gratuito mas o Ninja Forms tem também uma vertente premium, que acrescenta diversas funcionalidades extra. É um outro histórico do universo WordPress, com mais de 1 milhão de instalações ativas. A versão premium integra um conjunto de extensões, que incluem meios de pagamento, divisão do formulário em diversas páginas, entre outras integrações.

WP Forms

O WP Forms tem mais de 700 mil instalações ativas e um dos mais apreciados sistemas de criação de formulários, em estilo ‘arrastar e largar’. Inclui ainda um conjunto de modelos, que os utilizadores podem utilizar de imediato.

A versão premium inclui inúmeras integrações, incluindo aplicações de CRM, ligação a sistemas de pagamento, entre outras funcionalidades.

Gravity Forms

É um dos históricos do WordPress. Não tem plugin gratuito. O Gravity Forms tem mais de 40 integrações diretas a CRM, gestores de tarefas, sistemas de cloud, meios de pagamento e outros, além de muitas opções de ligação via webhook. É ainda a ‘casa’ de um elevado conjunto de plugins adicionais que estendem as suas funcionalidades.

Formidable Forms

Não é tão famoso como os antecessores mas é outro dos grandes plugins de formulários do mundo WordPress. Com diversos modelos, um editor visual e facilidade de utilização, a versão grátis conquistou já mais de 200 mil utilizadores.

Tem ainda uma versão premium, com funcionalidades e integrações acrescidas.

Caldera Forms

É o ‘miúdo’ entre os grandes. Mas o garoto já leva mais de 100 mil instalações ativas. Com um editor visual simplificado, sistema ‘arrastar e largar’, lógica condicional e autoresponders, tem uma versão grátis muito completa.

A versão premium tem integrações extra e umas quantas funcionalidades a mais, sendo que o seu grande trunfo é um muito elogiado suporte.

 

Conclusão

 

Quando pensamos num formulário de contacto temos a tendência a imaginar o tradicional espaço para nome, email, mensagem e, num ou outro caso, número de telefone. Quando pensamos num formulário de encomenda de uma loja, imaginamos algo um pouco mais extenso mas sem grande complexidade. Como deve ser.

No entanto, as possibilidade de utilização de formulários são imensas. Mais que um meio de contacto, podem ser uma extraordinária forma de qualificar possíveis clientes, avaliar o envolvimento de outros e, até, usa-los para avaliação da qualidade do serviço ao cliente de uma empresa.

Agora que já sabe algumas das boas práticas para os usar no site chegou a hora de criar novos ou repensar os atuais.