Chimp Stickers selecionado para participar na Web Summit 2017

Com lugar garantido na Web Summit 2017, o projeto Chimp Stickers, uma solução online de autocolantes personalizados, vai procurar apoios financeiros para dar o “salto” rumo à internacionalização. A marca da agência de publicidade IMA, parceira da Virgu em termos de alojamento web, foi um dos projetos selecionados para marcar presença no evento tecnológico que se realiza em Lisboa, entre 6 e 9 de Novembro. O CEO e diretor criativo da IMA, Nuno Ramos, explica, em entrevista à Virgu, quais são as suas expetativas para o evento.

Nuno Ramos, CEO da startup Chimp Stickers

Susana Valente – Virgu (V) – Como é que surgiu a IMA Agência Criativa?

Nuno Ramos (NR) – A IMA, antiga Ideiamagenta, foi fundada em 2012, em plena crise, por mim e por outro sócio que depois saiu do projeto em 2013, seguindo o seu caminho profissional. Acabado de sair do curso de Arquitetura, da Universidade Lusíada de Lisboa (por congelamento de matrícula no final do 4º ano), decidi arriscar e criar a agência de publicidade, porque havia poucas no nosso município (Benavente) e tinha a certeza que conseguia oferecer soluções de boa qualidade. Mais tarde, em 2015, depois de estarmos mais consolidados no mercado e de crescermos de 2 para 5 funcionários, decidimos fazer um rebrand à empresa e torná-la mais internacional, como adaptação a um mercado mais digital e internacional.

V – O que diferencia a IMA de outras agências de publicidade e de comunicação?

NR Costumo afirmar que nós somos para os nossos clientes uns “amigos”, porque apostamos numa relação de proximidade e grande acompanhamento. Para além disso, apostamos num “full service”, onde o cliente não precisa de se preocupar com nada (ou quase nada). Fazemos sempre os possíveis e impossíveis para resolver os problemas dos clientes. Prova disto é a carteira que temos atualmente, que é composta por empresas que chegaram até nós sem qualquer tipo de publicidade paga e apenas com o passa-a-palavra.   

Equipa IMA. Da esquerda para a direita: Tiago Cruz, João Grilo, Maria Adelaide Palha, Paulo Carrasco e Nuno Ramos.

V – A agência lançou no mercado algumas marcas próprias como os autocolantes personalizados Chimp Stickers. Em que consiste este projeto e qual é o principal objetivo que se pretende alcançar com ele?

NR – A Chimp Stickers nasceu como um projeto interno da IMA e rapidamente ganhou “vida própria”. A nossa ideia resume-se a uma solução online que possibilita a qualquer pessoa criar um sticker (autocolante) de forma fácil e rápida, diminuindo a complexidade da encomenda deste produto e aumentando a autonomia do cliente. Para além do designer online, a Chimp Stickers criou recentemente um Marketplace, possibilitando a todos os artistas, ou meros curiosos, expor as suas criações e ganharem uma comissão por cada venda consumada. O Marketplace é uma solução comunitária que irá explorar mais a vertente criativa e multicultural de cada um. Consequentemente, cada artista irá assumir-se como um comercial da Chimp Stickers, potenciando ainda mais a marca. Com uma estratégia bem definida e global, a Chimp Stickers pretende conquistar o mercado internacional, posicionando-se entre os maiores “players” deste setor. Acredito que o nosso produto tem todas as condições para competir com os maiores do mundo. Temos todas as qualidades necessárias para o fazer e vamos conseguir superar as ferramentas deles com o lançamento da versão 2.0 do nosso designer online.

 

Os autocolantes da Virgu produzidos pela Chimp Stickers.

 

V – O projeto Chimp Stickers foi selecionado para participar na Web Summit 2017. Como é que se proporcionou essa oportunidade e o que espera a IMA conseguir com essa participação?

NR – Por “desportivismo” submeti o nosso projeto à organização, para o Alpha Program e, surpreendentemente, fui contactado para fazer uma entrevista via Skype. Passada uma semana, contactaram-me a informar que tínhamos sido selecionados.

Na Web Summit, vamos desfrutar da grande experiência que nos proporcionaram, divulgar a marca, fazer muito networking e procurar investidores que acreditem no projeto e nos ajudem a atingir os nossos objetivos.

V – Em que outros projetos está a IMA envolvida?

NR – Atualmente, a IMA, para além dos trabalhos dos nossos clientes, está focada na Chimp Stickers e também num projeto antigo que continua a gerar rendimentos na empresa, a T-shirts Low Cost.

V – Quais são as expetativas para o futuro, em termos da área de negócio e da atividade específica da empresa?

NR – A IMA caminha para um mercado digital. Estamos focados nesta área e queremos desenvolvê-la ainda mais. Atualmente, estamos também a trabalhar com o mercado espanhol e queremos ampliar os nossos horizontes além-fronteiras.

V – O seu percurso académico está ligado à área da Arquitetura. Como é que deu o “salto” para o mundo da publicidade e da comunicação?

NR – A determinada altura do curso apaixonei-me pela ilustração e pelo design gráfico. Comecei a trabalhar em part-time numa das maiores lojas online de t-shirts na altura, chamada 1001 T-shirts, e foi lá que adquiri muitos conhecimentos de produção e uma visão global do mercado, tendo mais tarde criado a marca T-shirts Low Cost.

V – Como encara o futuro da comunicação digital em Portugal e, em termos globais, no mundo em geral?

NR – A comunicação digital é o futuro. Antes dizíamos que “se a empresa não estivesse na Internet não existia”, mas agora não basta estar, temos de aparecer em primeiro e destacarmo-nos da concorrência. Esse trabalho de SEO, que é um serviço prestado por nós na área da programação, é extremamente importante. Vejo o futuro com bons olhos e acredito que estamos a caminhar bem para um mercado mais global.

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.